Venda de diamantes rende 1,2 mil milhões de dólares a Angola em 2006

15 October 2007

Luanda, Angola, 15 Out – A venda de diamantes por Angola em 2006 proporcionou receitas avaliadas em 1,2 mil milhões de dólares, anunciou o director de comercialização da empresa Sodiam, Hélder Milagre.

De acordo com aquele responsável citado sexta-feira pelo Jornal de Angola, esse montante resultou da venda de 9,4 milhões de quilates de “quimberlitos”.

Hélder Milagre, que falava num seminário subordinado ao tema “Potencial Geológico e Mineiro”, organizado pelo Ministério da Geologia e Minas angolano e dirigido aos profissionais da comunicação social, afirmou que dos diamantes comercializados, mais de oito milhões de quilates equivalem à produção industrial de diamantes e o restante à produção artesanal.

Aquele valor representa um aumento de 32,22 por cento em relação ao ano de 2005, altura em que os níveis de produção se estimavam em mais de sete milhões de quilates.

De acordo com o director de comercialização da Sodiam, o principal mercado da venda do “quimberlito” angolano é liderado pelo Dubai, com 32 por cento, seguido da Antuérpia, com 28 por cento, Hong-Kong, com 19 por cento, Genebra, 10 por cento, e Telavive, sete por cento dos diamantes angolanos.

Ao fazer um balanço dos últimos anos, Hélder Milagre esclareceu que em 2004 o país teve uma exploração calculada em 6,1 milhões de quilates, enquanto em 2003 a produção dos jazigos cifrou-se em 6,6 milhões de quilates.

Os actuais níveis de produção de diamantes colocam Angola como o quinto país no “ranking” mundial de vendas, depois do Botsuana, Rússia, Canadá e África do Sul. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH