Brasil deve tornar-se a prazo maior exportador de celulose para a China

18 October 2007

São Paulo, Brasil, 18 Out – O Brasil deve tornar-se dentro de três anos o maior exportador de celulose para a China ultrapassando a Indonésia, afirmou terça-feira em São Paulo Ming Chung Liu, presidente da Nine Dragons Paper, um dos maiores fabricantes de papel da China.

“A China utiliza cada vez mas a celulose de eucalipto pelo que as expansões de produção em curso no Brasil e Uruguai vão ser facilmente absorvidas pela China”, afirmou Liu, nascido em Taiwan e que viveu 15 anos no Brasil.

A Nine Dragons, criada no início dos anos 90 por Liu e a mulher, Yan Cheung, não é uma grande compradora de celulose de eucalipto do Brasil.

Na verdade, sua principal matéria-prima é o papel reciclado, sendo fornecedora de caixas de papel às grandes empresas, como Nike e Sony, fabricantes de bens de consumo na China.

No entanto, Liu deixou uma mensagem positiva aos produtores brasileiros: “A Nine Dragons comprará mais celulose do Brasil.”

Liu disse que a proura na China continua vigorosa, ressaltando a necessidade do país consumir, por ano, 2,5 milhões de toneladas adicionais.

Em 2006, o consumo de celulose cresceu 17 por cento “devendo este ano o número ser o mesmo”, acentuou Liu.

Hoje, a Nine Dragons vale mais de 14 mil milhões de dólares. Capitalizada, a Nine Dragons acelera a sua expansão, aumentando a sua capacidade de 5,3 milhões de toneladas para mais de 10 milhões de toneladas até 2009 – um número superior a toda a capacidade de produção da indústria de papel do Brasil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH