Exportação de cacau em queda em São Tomé e Príncipe

23 October 2007

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 23 Out – São Tomé e Príncipe arrecadou pouco mais de um milhão de dólares com a exportação de cacau, que representou 97,1 por cento de todas as vendas ao exterior no primeiro semestre de 2007, informou segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE) do arquipélago.

De Janeiro a Junho do ano em curso, o INE registou uma variação negativa de 0,9 por cento relativa à exportação de cacau em relação aos valores nominais em dobras (moeda são-tomense) apurados no período homólogo de 2006.

Em termos de quantidade, observou-se uma variação negativa de 15,9 por cento com a exportação do cacau a diminuir de 966,4 toneladas registadas em igual período de 2006 para 812,7 toneladas no período em análise.

Na lista de exportações de São Tomé e Príncipe no primeiro semestre de 2007 surgem depois do cacau, o coco, flores e óleo de coco.

A lista dos compradores do cacau são-tomense durante o período em análise foi liderada pelos Países Baixos que consumiram 275 toneladas, seguido de Portugal com 232 e França com 149.

Quanto aos fornecedores deste produto, a lista foi liderada pela Sociedade Santomense de Comércio e Gestão e Investimento, seguido da Sociedade Agro Comercial e Sodiap da empresa Diogo Vaz.

Introduzido na segunda década do século XIX pelos colonos portugueses, a produção do cacau tem estado a baixar nas últimas décadas em São Tomé e Príncipe por falta de terra cultivável face ao clima desfavorável, ausência de financiamento bem como a falta de rigor no tratamento desta planta. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH