Material chinês para caminhos-de-ferro começa a chegar a Angola em Fevereiro de 2008

24 October 2007

Luanda, Angola, 24 Out – Material circulante chinês para equipar os caminhos-de-ferro começará a chegar a Angola em Fevereiro de 2008, anunciou o Fundo Internacional da China (CIF, na sigla em inglês) em comunicado citado pelo Jornal de Angola.

De acordo com o comunicado, o material é composto por oito locomotivas, 40 carruagens de passageiros e 500 vagões de transporte de mercadorias.

O CIF está envolvido na reconstrução dos caminhos-de-ferro de Luanda, com 478 quilómetros e 16 estações, de Benguela, com 1343,3 quilómetros e 70 estações e de Moçâmedes, com 859 quilómetros e 45 estações.

Dados divulgados pelo Ministério das Finanças angolano indicam que as verbas do CIF estão a ser aplicadas em diversos projectos na capital angolana, incluindo o novo aeroporto internacional, infra-estruturas e estudos e projectos da nova cidade de Luanda, além das estradas Luanda-Lobito, Malanje-Saurimo, Saurimo-Dondo e Saurimo-Luena.

De acordo com o Banco Mundial, o fundo tem um valor máximo de 9,8 mil milhões de dólares, o que não foi até agora confirmado pelas autoridades angolanas, que apenas afirmam que foram aplicados 2,9 mil milhões de dólares.

Na semana passada, o Ministério das Finanças angolano afirmou que devido a dificuldades de mobilização de verbas do CIF, Angola vai recorrer a uma operação de emissão de obrigações no valor de 3,5 mil milhões de dólares.

O China International Fund, com sede em Hong Kong, é um “braço” da Beiya International Development, ligada à importação pela China de petróleo de Angola. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH