Sindicato bancário abre linha de crédito ao governo de Angola

25 October 2007

Luanda, Angola, 25 Out – Um sindicato de bancos portugueses e angolanos abriu uma linha de crédito no valor de 3,5 mil milhões de dólares a favor do governo de Angola, noticiou a imprensa angolana.

O Banco Africano de Investimentos (BAI), parcialmente detido pela empresa petrolífera estatal Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), será responsável por entregar a primeira remessa de 400 milhões de dólares de um total de 1000 milhões que o governo angolano receberá em Novembro.

O Banco de Fomento Angola (BFA), o maior do país e detido pelo banco português BPI e o Banco Espírito Santo Angola, controlado pelo também português Banco Espírito Santo, irão contribuir com 200 milhões de dólares cada.

Os fundos têm um prazo de amortização de cinco anos e uma taxa de juro entre 3,25 e 3,75 pontos percentuais sobre a Libor (London Interbank Offered Rate). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH