Banco de Moçambique elogia expansão para as zonas rurais de banco português

26 October 2007

Maputo, Moçambique, 26 Out – O Banco de Moçambique elogiou quinta-feira em Maputo o Banco Internacional de Moçambique (Millennium BIM), detido pelo português Millennium BCP, pelo esforço de expansão às zonas rurais e peri-urbanas moçambicanas.

O encorajamento ao Millennium BIM pelos responsáveis do banco central moçambicano foi manifestado na inauguração do balcão daquela instituição no mercado grossista de Zimpeto, a cerca de 15 quilómetros do centro da capital moçambicana.

O mercado grossista de Zimpeto, inaugurado este ano na sequência da transferência de vendedores que, com camiões, bloqueavam um dos principais acessos à capital moçambicana, para fazerem o seu negócio, é o que mais abastece em géneros alimentares os consumidores de Maputo.

Falando na abertura da referida dependência, Joana David, administradora do Banco de Moçambique, congratulou-se com mais este passo na expansão dos serviços financeiros para junto dos que mais precisam.

“O Banco de Moçambique agradece a abertura deste balcão fora da cidade de Maputo, é mais uma resposta ao desafio de colocar os serviços financeiros junto da população residente em áreas do país com escassez de produtos bancários”, sublinhou David.

Dentro da mesma estratégia, o banco vai abrir nos próximos dias mais um balcão no distrito de Boane, a 45 quilómetros de Maputo.

Actualmente, o Millenium BIM conta com 80 balcões em Moçambique e “uma larga base de clientes”, disse o presidente da comissão executiva, João Figueiredo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH