Lucro da Energias do Brasil aumentou 55,2 por cento até Setembro

31 October 2007

São Paulo, Brasil, 31 Out – O lucro da Energias do Brasil aumentou 55,2 por cento para 371,4 milhões de reais, de Janeiro a Setembro deste ano, face a igual período de 2006, divulgou terça-feira a holding controlada pela EDP – Energias de Portugal.

De Julho a Setembro, o lucro ascendeu a 130,6 milhões de reais, um aumento de 14,6 por cento face ao mesmo período de 2006, salientou a empresa em comunicado.

O volume de energia distribuída no terceiro trimestre deste ano foi de 6.190 gigawatts-hora, um aumento de 3,7 por cento no total registado em igual período de 2006, com destaque para os consumos de clientes residenciais e comerciais.

No terceiro trimestre, os investimentos ascenderam a 173,8 milhões de reais, uma diminuição de 29,3 por cento em relação a igual período de 2006.

A redução foi resultado da conclusão das obras de construção da Barragem de Peixe Angical, no Estado de Tocantins, na região Norte do Brasil.

Os investimentos foram destinados nomeadamente à produção (7,9 por cento) e à expansão e melhoria das redes de distribuição de energia (92,0 por cento), ainda de acordo com o comunicado.

No terceiro trimestre, o volume de energia produzida ascendeu a 939 gigawatts-hora, uma diminuição de 1,1 por cento, resultado das condições hidrológicas menos favoráveis e das interrupções de manutenção nas Barragens de Peixe Angical e de Lajeado.

A 30 de Setembro de 2007, a dívida bruta consolidada ascendia a 2,8 mil milhões de reais, uma diminuição face aos três mil milhões de reais registados ao fim de Junho deste ano.

A Energias do Brasil controla actualmente empresas de distribuição (Bandeirante, Enersul e Escelsa), de comercialização (Enertrade) e de produção de energia (Energest, Enerpeixe e EDP Lajeado). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH