China: Pequim envia para Moçambique especialistas em agricultura e medicina

20 November 2007

Pequim, China, 20 Nov – Uma centena de especialistas e jovens voluntários chineses vai seguir para Moçambique para oferecer serviços agrícolas, médicos e educativos, informa hoje a imprensa estatal chinesa.

O grupo participará em programas de auxílio em cerca de 30 países africanos e integra, entre outros, 58 especialistas em desenvolvimento rural e 16 especialistas em malária, segundo a agência noticiosa oficial chinesa Nova China.

A deslocação inscreve-se nas acções de cooperação entre a China e África, que o presidente chinês Hu Jintao anunciou em Pequim em Novembro de 2006, durante a cimeira de chefes de estado e de governo do Fórum de Cooperação China-África.

Como parte do programa chinês de cooperação com África, em 2006 a China cancelou milhões de dólares de dívida de 28 países africanos e prometeu oferecer cinco mil milhões de dólares em empréstimos preferenciais ao continente, bem como a formação académica e profissional de 15 mil quadros africanos.

O plano inclui ainda a maior abertura do mercado chinês aos produtos africanos e a construção de cinco zonas de cooperação económica em África.

Cabo Verde pretende que uma das zonas de cooperação económica fique localizada no país.

O comércio entre a China e a África atingiu 52,3 mil milhões de dólares nos primeiros nove meses do ano e vai ultrapassar 70 mil milhões de dólares até ao final do ano, segundo dados do ministério do Comércio chinês. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH