Moçambique: Cahora Bassa apenas com administradores moçambicanos após pagamento da dívida a Portugal

21 November 2007

Maputo, Moçambique, 21 Nov – O pagamento da dívida de 700 milhões de dólares a Portugal sairá das receitas de exploração da Hidroeléctrica da Cahora Bassa pelo que nem um centavo terá origem no Orçamento de Estado, afirmou terça-feira em Maputo o ministro da Energia, Salvador Namburete.

Falando a jornalistas, a propósito dos preparativos da cerimónia oficial do pagamento da dívida respeitante à alteração da estrutura accionista da HCB, Namburete garantiu que o consórcio composto pelos bancos português BPI e francês Calyon, que irá avançar o dinheiro para Moçambique pague a Portugal, não irá fazer parte da gestão da barragem.

A 26 de Novembro, o governo moçambicano procederá à transferência dos 700 milhões de dólares e, no mesmo dia, em assembleia geral, a última sob comando português, será escolhida a nova administração da empresa, com uma composição integralmente moçambicana, de acordo com Salvador Namburete.

No dia seguinte realiza-se uma cerimónia, no Songo, província de Tete, centro do país, onde está localizado o empreendimento, para testemunhar o fim do processo.

A festa contará com a presença do Presidente moçambicano, Armando Guebuza, do ministro das Finanças português, Teixeira dos Santos, e alguns chefes de Estado e de governo da África Austral: Robert Mugabe, do Zimbabué, Levy Mwanawassa, da Zâmbia, Festus Mogae, Botsuana, a vice-presidente sul-africana, Phumzile Mlambo-Ngcuka e o primeiro-ministro da Suazilândia, Barnabas Dlamini.

No âmbito dos acordos firmados entre o Estado moçambicano e o consórcio Calyon/BPI, foi decidido escolher o grupo canadiano Manitoba Hydro para fazer a manutenção e operação da barragem nos próximos tempos.

Namburete sublinhou, por outro lado, que, já a partir de 2008, mesmo com o início do pagamento do reembolso deste financiamento, a HCB contribuirá para as receitas do Estado, pagando impostos, taxa de construção e fazendo outros benefícios, incluindo investimentos necessários. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH