Moçambique: Maior siderúrgica do mundo investe na exploração de carvão

22 November 2007

Luxemburgo, 22 Nov – A empresa siderúrgica ArcelorMittal adquiriu 35 por cento da “joint-venture” Rio Minjova Mining and Exploration Company com a empresa moçambicana Black Gold Mining (Moc), informou quarta-feira a empresa em comunicado.

Nos termos do acordo assinado, a ArcelorMittal paga 2,5 milhões de dólares pela participação na empresa e a Black Gold Mining transfere as suas concessões de carvão, com 49360 hectares, na área do rio Minjova, na província de Tete.

A ArcelorMittal tem ainda a opção de passar a accionista maioritário na “joint-venture” desde que pague 2,5 milhões de dólares adicionais e haja confirmação de que as reservas “provadas e prováveis” são em quantidade considerada satisfatória.

O que é muito provável, atendendo a que a área do rio Minjova é próxima da zona onde a brasileira Companhia do Vale do Rio Doce pretende explorar carvão.

Na terça-feira, a ArcelorMittal assinou um acordo de cooperação com o governo de Moçambique para desenvolver tanto o sector de produção de aço comoo mineiro.

A primeira entrada da ArcelorMittal em Moçambique ocorreu em Outubro de 2006 quando a Mittal Steel South Africa acordou na compra dos activos de duas empresas falidas, a produtora de aço CSM e a de fio de aço Trefil tendo, além disso, garantido ir investir 10 milhões de dólares na recuperação das duas empresas.

A empresa, a maior do mundo do sector, tem 320 mil empregados em mais de 60 países, em 2006 apresentou receitas de 88,6 mil milhões de dólares com uma produção de 118 milhões de toneladas de aço e está cotada nas bolsas de Nova Iorque, Amsterdão, Paris, Bruxelas, Luxemburgo e nas espanholas de Barcelona, Bilbau, Madrid e Valência. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH