Angola: Fortis entra no país pela mão de banco angolano

27 November 2007

Luanda, Angola, 27 Nov – O Banco de Negócios Internacional (BNI) e o grupo Fortis assinaram segunda-feira em Luanda um acordo que a instituição financeira angolana prevê que venha a ser um salto qualitativo no financiamento de grandes projectos essenciais para o desenvolvimento do país.

Ricardo Viegas de Abreu, vice-presidente do BNI, disse à agência noticiosa portuguesa Lusa que o acordo vai permitir um apoio mais eficaz ao investimento em áreas ligadas aos sectores do petróleo, gás e minas.

“Mas o financiamento de infra-estruturas (estradas e pontes) e nas áreas da indústria e agricultura estão igualmente nos objectivos do acordo”, adiantou o vice-presidente do BNI, um banco com capitais 100 por cento angolanos e com uma gestão igualmente composta na íntegra por quadros nacionais.

A importância deste acordo é sustentada pela grandeza do grupo Fortis, um dos maiores do mundo nos sectores bancário e seguros, estando entre as maiores instituições financeiras do mundo e presente em mais de 50 países.

O grupo Fortis surge agora aliado em Angola a um dos bancos com maior crescimento nos últimos anos, ao ponto de, num ano de existência, contar com um crescimento médio de 29 por cento/mês e um total de 300 milhões de dólares norte-americanos em activos.

Em nota divulgada pelo BNI a anunciar o acordo de parceria com o grupo Fortis, o banco angolano, de acordo com o seu presidente do Conselho de Administração, Mário Palhares, “espera cimentar o seu objectivo estratégico de oferecer produtos e serviços inovadores para a banca em Angola” mediante o `know how´ oferecido pela multinacional. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH