Angola: PIB tem de crescer 10 por cento ao ano, Câmara de Comércio

12 December 2007

Luanda, Angola, 12 Dez – A necessidade de uma rápida recuperação económica de Angola obriga a um crescimento médio anual do Produto Interno Bruto de 10 por cento, pode ler-se num documento da Câmara de Comércio e Indústria de Angola (CCIA).

De acordo com o documento, elaborado a propósito de um encontro denominado “Por uma maior sinergia entre o governo e o sector privado”, iniciado terça-feira, em Luanda, em função desse desafio é necessário promover o surgimento de milhares de empresas.

No documento pode ainda ler-se que que será igualmente conveniente, para a breve recuperação económica de Angola, originar o aparecimento de várias micro e pequenas empresas, cujo processo de registo deverá merecer um tratamento específico e adequado às características do aparecimento dos potenciais empreendedores.

O documento informa que a necessidade de facilitar o processo de criação de empresas deve ser vista como parte integrante da estratégia para a erradicação da pobreza e o estabelecimento de condições favoráveis ao desenvolvimento de um vasto mercado propiciador de muitas e lucrativas oportunidades de negócio.

De acordo com a publicação, com o encontro a CCIA pretende criar um ambiente propício para a busca de soluções de investimentos, criação de emprego e rendimento, tendo em vista o desenvolvimento de Angola.

Participam no encontro, que termina hoje, empresários nacionais, representantes de ministérios, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), da Chevron, da Câmara de Comércio de Moçambique, da Associação Industrial de Angola, entre outros convidados. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH