China: Governo revê feriados nacionais para recuperar tradição e equilibrar procura turística

18 December 2007

Pequim, China, 18 Dez – Os chineses vão ter mais três feriados por ano e menos uma das “semanas douradas” (semanas de feriados), de acordo com a reforma do calendário, que o Governo acaba de aprovar, informou seunda-feira a agência noticiosa chinesa.

Com esta revisão do calendário laboral, o Governo chinês pretende recuperar os costumes associados às festas tradicionais e equilibrar a procura turística durante as semanas de férias, de acordo com a agência oficial Nova China.

Na prática, o novo calendário que entra em vigor no dia 1 de Janeiro de 2008 aumenta de dez para 11 o número de feriados nacionais.

Um porta-voz da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma afirmou que o novo plano vai ratificar as tradições chinesas, distribuir melhor os feriados públicos e evitar a sobrelotação das “semanas douradas”, com mais pessoas a viajar nos novos feriados e durante o período de férias pagas.

As três “semanas douradas”, correspondentes ao Festival da Primavera, ao Primeiro de Maio e ao Dia Nacional da China, foram instituídas em 1999 para aumentar o consumo e o turismo internos e assim promover o crescimento económico chinês.

A medida acabou por ter um resultado inverso. Todos os anos, por ocasião das “semanas douradas”, milhões de chineses viajam ao mesmo tempo, o que acabou por sobrelotar os transportes e os destinos turísticos, transformando os períodos de férias numa experiência desagradável.

Todos os anos, as semanas de feriados na China são sinónimo de caos, com aeroportos e estações de comboios completamente cheios e engarrafamentos na capital.

Em 2006, mais de 330 milhões de pessoas viajaram no interior da China, pelo menos 41 milhões viajaram de comboio e cerca de 1,16 milhões terão passado pelo aeroporto de Pequim, durante a semana de feriados de Outubro, segundo estimativas governamentais.

A par desta revisão, o Conselho de Estado anunciou outras regulamentações sobre as férias pagas, afirmando que todos os empregados de agências governamentais, empresas e instituições públicas têm direito a férias pagas depois de um ano a trabalhar na mesma instituição ou empresa.

Os empregados que trabalharam menos de dez anos, têm direito a cinco dias de férias por ano; aqueles que trabalharam entre dez e 19 anos, têm dez dias de férias, e quem trabalha há pelo menos 20 anos, tem direito a 15 dias de férias pagas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH