Moçambique: Electrificação rural custa entre 50 a 70 milhões de dólares por ano

26 December 2007

Maputo, Moçambique, 26 Dez – Moçambique está a despender entre 50 a 70 milhões de dólares por ano na electrificação rural, afirmou em Maputo o ministro da Energia Salvador Namburete.

Em declarações à agência noticiosa moçambicana AIM, o ministro adiantou estar nos planos do governo para 2008 a electrificação de mais 11 distritos rurais.

Mas, de acordo com o ministro, o grande desafio centra-se na obtenção de energia eléctrica para permitir a instalação de projectos industriais de grande dimensão.

“A nossa capacidade para fornecer energia eléctrica vai começar a declinar a partir de 2008 e há projectos mineiros e industriais, tais como uma siderurgia ou uma fundição de alumínio que aguardam garantias quanto ao abastecimento eléctrico”, salientou o ministro.

Os planos para a terceira fase da fundição de alumínio Mozal, nos arredores de Maputo, não passam de projecto há vários anos, uma vez que seriam necessários mais 400 megawatts de electricidade que Moçambique nao consegue fornecer.

Relativamente à electrificação rural, Namburete disse que o governo vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para respeitar o programa estabelecido mas por vezes surgem problemas, tais como um empreiteiro que não respeita os prazos ou dinheiro dos doadores ou mesmo do orçamento de Estado que chega tarde.

Actualmente, a rede eléctrica de Moçambique chega apenas a 63 das 128 capitais de distrito. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH