Moçambique: Governo inicia construção de fábrica de anti-retrovirais em Março de 2008

26 December 2007

Maputo, Moçambique, 26 Dez – O governo de Moçambique vai lançar a primeira pedra para a construção de uma fábrica de anti-retrovirais até finais de Março de 2008, a ser erguida numa das províncias do sul do país, afirmou em Maputo o ministro da Saúde.

“A partir de 2008 já não vou falar de planos, vou mostrar a fábrica. Vou convidar-vos e mostrar que (a fábrica de anti-retrovirais) está aqui, até 31 de Março», disse aos jornalistas o ministro Ivo Garrido.

No início deste semestre, o executivo de Maputo aprovou a construção de uma fábrica de medicamentos anti-retrovirais, para tratamento de portadores do HIV/SIDA, num projecto que conta com o apoio do Governo brasileiro e que as autoridades esperam possa impulsionar a produção de fármacos no país.

O ministro da Saúde moçambicano não avançou pormenores sobre o projecto, como a capacidade da fábrica ou custos envolvidos.

Anteriormente, o ministro-conselheiro da embaixada do Brasil em Maputo, Francisco Luz, estimou em 10 milhões de dólares o custo de construção da fábrica, que poderá estar operacional em 2009.

Para o ministro da Saúde moçambicano, a construção da fábrica permitirá ao país «ter acesso imediato aos anti-retrovirais», mas também contribuir para a «formação de recursos humanos» nacionais, «que estarão capazes de produzir, não apenas medicamentos anti-retrovirais, como outros».

O Brasil, um dos primeiros países em desenvolvimento a fornecer anti-retrovirais aos portadores do vírus do HIV/SIDA, permanecerá associado ao projecto até ao final. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH