Moçambique: Operadores florestais com acesso a linha de crédito norueguesa

15 January 2008

Maputo, Moçambique, 15 Jan – O Fundo Nórdico para o Desenvolvimento da Noruega abriu uma linha de crédito de 3,3 milhões de euros para financiar pequenas e médias empresas moçambicanas do sector florestal, de acordo com o semanário Domingo.

A Direcção Nacional de Terras e Florestas (DNTF) do Ministério da Agricultura, responsável em Moçambique pela linha de crédito, entregou a sua gestão à Sociedade de Promoção de Pequenos Investimentos, que seleccionará os beneficiários através de um concurso público.

De acordo com o director da DNTF, Imede Falume, o financiamento destina-se a operações de investimento viradas para a aquisição de equipamento como camiões, tractores, serrações, actividades de reflorestamento, aquisição de matérias-primas e subsidiárias para serracão e carpintaria, assim como para despesas correntes.

O crédito pode ser concedido de forma individual a empreendedores dispondo de garantias reais ou para associações de pequenos operadores florestais, assim como para comunidades.

De acordo com Falume, o valor máximo a ser concedido a cada operador foi aumentado para 150 mil euros, de modo a garantir uma maior adesão de operadores sedeados noutras províncias, que nao sejam necessariamente Sofala, Zambezia e Cabo Delgado, as províncias com maior potencial.

Estas três províncias foram as únicas a beneficiar de créditos em 2006, altura em que a iniciativa foi lançada, isto porque são áreas com maior exploração florestal e com um número considerado elevado de operadores de licença simples e um numero extremamente reduzido de operadores em regime de concessão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH