Moçambique: Produção de biocombustíveis não ameaçará segurança alimentar

15 January 2008

Maputo, Moçambique, 15 Jan – O ministro da Agricultura de Moçambique, Soares Nhaca, garantiu que o governo a que pertence não permitirá que a produção de biocombustíveis ameace a segurança alimentar do país.

Em entrevista publicada no semanário “O País”, Nhaca garantiu igualmente que “nenhuns terrenos apropriados para a agricultura serão utilizados para a produção de biocombustíveis”

O ministro adiantou que terrenos onde se possa produzir biocombustível estão a ser identificados um pouco por todo o país mas sempre terrenos marginais sem vocação para a produção de alimentos.

O governo de Moçambique aprovou um grande projecto de produçao de biodiesel, conhecido por Procana, que irá produzir etanol a partir da cana-de-açúcar plantada em 30 mil hectares no distrito de Massingir.

O principal accionista do Procana é a Central African Mining and Exploration Company (CAMEC), com sede em Londres, melhor conhecida pelas suas operações minerias de cobre e cobalto na República Democrática do Congo.

No passado recente tem havido uma avalanche de projectos de produção de biocombustível mas o ministro disse que, para além do Procana, mais nenhum projecto foi ainda aprovado pelo governo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH