Angola: Empresas projectam colocar mais cimento no mercado

16 January 2008

Luanda, Angola, 16 Jan – As fábricas de cimento Nova Cimangola e Secil Lobito projectam colocar no mercado angolano, a médio prazo, cerca de 4,5 milhões de toneladas de cimento/ano, afirmou terça-feira em Luanda o director nacional de materiais de construção do Ministério das Obras Públicas.

Falando à imprensa, à margem de um encontro com responsáveis de empresas de construção civil, Manuel Fernando Victor disse que a Nova Cimangola já regularizou os problemas de falta de material que enfrentou recentemente.

Segundo o responsável, a Nova Cimangola consegue colocar 1,2 milhões de toneladas/ano de cimento no mercado, enquanto a Secil Lobito produz 240 mil toneladas/ano.

De igual modo, acrescentou, a Secil Lobito está a produzir com regularidade, mas o somatório da totalidade das duas fábricas não resolve as necessidades do mercado.

O responsável acrescentou que a Nova Cimangola comprometeu-se ainda a importar dois milhões de toneladas de cimento e a Secil 500 mil toneladas de cimento.

Segundo ele, a diferença entre os 4,5 milhões de toneladas de cimento perspectivados e a procura existente será colmatada por outras empresas que serão aprovadas no quadro das regras que serão estabelecidas pelo Ministério das Obras Públicas.

Manuel Fernando Victor sublinhou que foi recentemente aprovada pelo Conselho de Ministros a construção de uma fábrica de cimento no Lobito e a ampliação da actual (Secil Lobito), bem como uma outra que está a ser erguida em Luanda. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH