Angola: Técnico brasileiro recomenda investimento em tecnologia para garantir qualidade do leite

16 January 2008

Luanda, Angola, 16 Jan – O director da unidade Gado de Leite da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) recomendou sexta-feira em Luanda às autoridades angolanas o investimento em tecnologia a fim de garantir a qualidade do leite.

Em declarações à agencia noticiosa angolana Angop, Paulo Martins disse que Angola tem as condições naturais favoráveis para produzir enormes quantidades de leite para exportar e deixar de ser importador, desde que aposte na introdução de tecnologias e na pesquisa do sistema de produção de leite.

Em função disso, o interlocutor da Angop referiu que a sua unidade está disponível para transferir tecnologia para Angola adaptada à realidade dos produtores tradicionais, para garantir maior higiene no manuseio das vacas e melhor qualidade do leite.

Paulo Martins garantiu igualmente que a Embrapa decidiu investir na formação de quadros angolanos no Brasil para possibilitar a criação de novas tecnologias, capazes de proporcionar rendimentos com a produção de leite no país.

Para Paulo Martins, que observou o estado e as condições de trabalho de algumas estações zootécnicas do Instituto de Investigação Veterinária (IIV), as estruturas da instituição são boas, mas precisam, sobretudo, de quintas com mais espaços abertos, adequadas ao clima quente característico do países tropicais como Angola e o Brasil.

A ida a Angola dos responsáveis da Embrapa enquadra-se na materialização do acordo de cooperação bilateral entre Angola e o Brasil no domínio a pesquisa e na estratégia do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural para a procura de parcerias, com vista a relançar a produção leiteira nacional.

Angola é o segundo maior importador de leite do Brasil depois da Venezuela. Os brasileiros constituem o quarto maior produtor mundial de leite com 26 mil milhões de litros de leite por ano, atrás dos EUA com 80 mil milhões, Índia (38,5) e Rússia (30,6 mil milhões de litros). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH