Angola: Banco de desenvolvimento dá prioridade a projectos com valores superiores a cinco milhões de dólares

22 January 2008

Luanda, Angola, 22 Jan – O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) vai dar prioridade ao financiamento de projectos com valores superiores a cinco milhões de dólares, afirmou segunda-feira em Luanda o seu administrador Valter Barros.

Ao falar na abertura do seminário sobre o processo de crédito, dirigido a gestores das instituições financeiras comerciais com as quais o BDA rubricou, em 2007, acordos de cooperação, Valter Barros disse que projectos cujos valores sejam inferiores a cinco milhões de dólares serão repassados como linhas de crédito para os bancos comerciais.

O objectivo do banco, acentuou, é financiar, por um lado, grandes projectos estruturantes, para o desenvolvimento sustentável da economia do país, por outro financiar bons negócios que garantam o retorno dos recursos disponibilizados pelo BDA.

Segundo o gestor, os bancos comerciais que vão trabalhar com os activos do BDA devem ter a mesma filosofia de actuação, no tocante à gestão dos recursos e ao rigor na avaliação dos projectos a serem financiados.

Noutra vertente da sua intervenção, virada mais à captação de recursos, esclareceu que a administração do banco está a estudar a possibilidade da criação de outras fontes de captação de recursos para o BDA, além daqueles que são provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento.

Os recursos do fundo são provenientes das receitas fiscais do petróleo e diamantes.

Embora seja um banco de âmbito nacional, o BDA não dispõe de uma rede de balcões espalhados pelo país, daí a razão de fazer recurso às agências dos bancos comerciais que operam no mercado, para conseguir trabalhar com os produtores em todo o território nacional.

Criado em 2006, o BDA está a financiar projectos ligados às cadeias produtivas do milho, feijão, algodão e materiais de construção civil. Para os segmentos produtivos de milho e feijão, o banco trabalhou, em 2007, com produtores das províncias do Bengo, Benguela, Huambo, Huíla, Bié e Kwanza Sul.

O encontro, que decorrerá até quarta-feira, visa dotar as instituições operadoras de linhas de crédito do BDA com os principais instrumentos necessários ao desenvolvimento do processo de crédito, nomeadamente os critérios de selecção, de análise e de aprovação definidos pelo banco. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH