Brasil: China lidera importações pelo porto de Paranaguá, no Estado do Paraná

23 January 2008

Curitiba, Brasil, 23 Jan – A China ocupa o primeiro lugar nas exportações de mercadorias realizadas pelo porto de Paranaguá, no Paraná, sul do Brasil, com destaque para o embarque de soja, óleo vegetal, congelados e madeira, escreve hoje a Agência Estadual de Notícias.

Em 2007, a China representou 8 por cento das exportações do porto de Paranaguá, com uma participação de quase 900 milhões de dólares nas receitas cabendo à soja cerca de 423 milhões de dólares.

Responsáveis estaduais prevêm que para os próximos anos o volume e a variedade de cargas exportadas aumentem nomeadamente com a previsão da compra de carris ferroviários por parte da China.

O anúncio foi feito na terça-feira durante uma visita efectuada ao porto de Paranaguá pelo cônsul-geral da China em São Paulo, Sun Rongmao e pelo cônsul comercial, Lu Yuzhong.

“Sabemos que o porto de Paranaguá é o segundo maior porto do Brasil. Por isso o objectivo da nossa visita é conhecer um pouco melhor o porto, verificar a possibilidade de cooperação e de aumentar ainda mais os negócios entre a China e o Brasil, sobretudo com o Estado do Paraná”, disse Lu Yuzhoug

O diplomata referiu ainda que a China quer “comprar mais produtos agropecuários, como soja. Anualmente, importamos do Brasil mais de 10 milhões de toneladas de soja. O mercado chinês é muito grande e a tendência é manter e aumentar este volume”.

O superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Eduardo Requião, admitiu aos diplomatas chineses durante a visita ao porto a possibilidade de se estabelecerem linhas de navegação fidelizadas que “trariam maior lucro e agilidade às operações”.

Além de liderar as exportações, o mercado chinês também é o maior fornecedor de mercadorias que chegam ao porto de Paranaguá, com 12 por cento de participação no cômputo geral, nomeadamente máquinas e peças, fertilizantes e produtos químicos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH