Moçambique: Brasileira Camargo Corrêa vai construir barragem de Mphanda Nkuwa

25 January 2008

São Paulo, Brasil, 25 Jan – A empresa brasileira Camargo Corrêa obteve o contrato para construir e operar a barragem de Mphanda Nkuwa, em Moçambique, noticiou quinta-feira em São Paulo o jornal Valor Económico.

A construção da barragem, com uma capacidade de produção de 1.500 MW, uma das maiores do continente africano, será iniciada em 2009, com conclusão prevista para 2013 e representa um investimento de 3,2 mil milhões de dólares.

O contrato inclui igualmente a construção de uma linha de transmissão de 1.400 quilómetros para ligar a barragem à capital Maputo.

A construtora brasileira está associada num consórcio às empresas Electricidade de Moçambique (EDM) e Energia Capital, também de origem moçambicana.

Mas uma fonte nao-identificada do Ministério da Energia de Moçambique disse à agencia noticiosa portuguesa Lusa que o governo está ainda a negociar com o consórcio liderado pela empresa brasileira Camargo Corrêa o contrato de construção da barragem de Mphanda Nkuwa.

O executivo moçambicano assinou em Setembro de 2007 com o referido consórcio um acordo de princípio, depois de aprovar o projecto de construção da barragem de Mphanda Nkuwa apresentado pelo grupo, mas falta ainda a assinatura do respectivo contrato de concessão.

“As leis moçambicanas do ramo de exploração de energia são claras: tem de haver um contrato de concessão para que seja implementado um empreendimento energético no país e isso ainda não aconteceu”, sublinhou uma fonte do gabinete do ministro moçambicano da Energia, Salvador Namburete.

Com a assinatura do acordo de princípio em Setembro de 2007, ficaram definidos os direitos e obrigações do consórcio liderado pela Camargo Corrêa e lançadas as bases que permitirão a concessão de Mphanda Nkuwa ao grupo empresarial brasileiro.

A construção da barragem deverá ser financiada pela Export-Import Bank of China (Eximbank). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH