Guiné-Bissau: Programa económico do governo para 2008 decisivo para perdão de dívida – FMI

31 January 2008

Washington, Estados Unidos da América, 31 Jan – A aplicação bem sucedida do programa económico para 2008 do governo da Guiné-Bissau será decisiva para o perdão da dívida externa do país, afirmou quarta-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em comunicado divulgado na sua página electrónica, o FMI anuncia a aprovação da adesão da Guiné-Bissau a um programa de Assistência de Emergência Pós-Conflito, que permite ao país obter no imediato uma ajuda de 2,8 milhões de dólares.

Murilo Portugal, subdirector do FMI, afirma no comunicado que o governo guineense “enfrenta enormes desafios económicos pós-conflito”, mas que se registam melhorias nas finanças públicas, em particular a nível fiscal, o que permitiu a retoma da ajuda por parte dos doadores internacionais.

Apesar da pouca folga orçamental, adianta, “as autoridades estão empenhadas em manter as despesas dentro do financiamento disponível” e “consideram a contenção salarial e reforma do serviço civil e militar como aspectos críticos” da reforma orçamental.

O programa para este ano do governo guineense inclui ainda medidas de capacitação na administração de receitas e gestão de despesas públicas, tendo em vista aumentar a transparência nas contas públicas.

As autoridades guineenses procuravam o acesso a um Programa Pós-Conflito desde 2001, altura em que o FMI interrompeu a assistência ao governo de Bissau devido a derrapagens nas contas públicas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH