Brasil: Défice comercial com a China aumenta em Janeiro

4 February 2008

Brasília, Brasil, 04 Fev – O Brasil registou em Janeiro um saldo negativo de 882 milhões de dólares no seu comércio com a China, quase metade do valor registado em 2007, de acordo com dados oficiais divulgados sexta-feira em Brasília.

Os dados da Secretaria de Comércio Exterior mostram que as exportações brasileiras para a China somaram 654 milhões de dólares e cresceram 17,2 por cento, em relação ao mesmo mês de 2007.

Mas mostram igualmente que as importações brasileiras de produtos chineses no período, no valor de 1,536 mil milhões de dólares, quase duplicaram, tendo aumentado 94,2 por cento.

Em 2007, ano em que a China ocupou o segundo lugar na lista dos grandes fornecedores do Brasil, apenas atrás dos Estados Unidos da América, as vendas de produtos chineses gerou um défice comercial para o Brasil de 1,868 mil milhões de dólares.

Os números da Secretaria de Comércio Exterior permitem perceber que se em 2007 a China foi responsável por 10,5 por cento do mercado importador brasileiro em Janeiro deste ano esse valor foi de 12,4 por cento.

Em Janeiro, o comércio externo do Brasil foi salvo pela Aladi (Associação Latino-americana de Integração, que inclui o Mercosul) e pela União Europeia, que garantiram saldos de 1,049 mil milhões e de 611 milhões de dólares, respectivamente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH