Angola: Central de Cervejas e Escom investem em fábricas de cerveja

11 February 2008

Lisboa, Portugal, 11 Fev – A Central de Cervejas e a Escom, do grupo Espírito Santo, vão investir até 200 milhões de euros na construção de duas a três fábricas de cerveja em Angola, anunciou sexta-feira em Lisboa o administrador da empresa cervejeira.

Alberto da Ponte, que falava em Lisboa na conferência “A Internacionalização da Economia Angolana: Desafios e Oportunidades”, adiantou que as localizações previstas no projecto, contratualizado entre as partes em Dezembro do ano passado, são Luanda, Malanje e Lobito/Benguela.

O principal concorrente da Central de Cervejas em Portugal, a Unicer, tem vindo a adiar sucessivamente o seu projecto de investimento em Angola, um mercado que os estudos de mercado indicam ter um grande potencial de crescimento e que deverá representar já níveis de consumo equivalentes aos de Portugal (600 milhões de litros por ano).

Para Alberto da Ponte, o investimento é a “segunda fase de um caminho longo em Angola”, que começou há décadas com a exportação da Sagres e que passou por uma parceria infrutífera com a maior cervejeira angolana, a Cuca.

As fábricas a instalar em Angola terão uma capacidade de produção de entre 120 mil e 150 mil litros anuais, aproximadamente 15 por cento do consumo no mercado angolano.

A sociedade responsável pelo investimento, de direito angolano, será detida pela Central de Cervejas e pela Escom, estando reservadas participações remanescentes a parceiros angolanos a identificar. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH