Brasil: Grupo cimenteiro português Cimpor obtém acesso a minas em zona de fronteira

14 February 2008

São Paulo, Brasil, 14 Fev – O grupo cimenteiro português Cimpor solucionou um problema antigo derivado de não ter acesso legal a minas de calcário e brita adquiridas aquando da compra do negócio do cimento do grupo brasileiro Serrana, de acordo com o jornal Valor Económico.

Como empresa estrangeira, a Cimpor Brasil, criada após a aquisição da Cisafra e do negócio de cimento do grupo Serrana, não pôde registar as minas em seu nome por estarem em zona de fronteira, área de segurança nacional, conforme a lei brasileira.

Para resolver uma questão pendente desde 1997, a Cimpor, terceira maior produtora de cimento do Brasil e décima do mundo, fechou acordo com o empresário Israel Zandoná através da do qual será criada uma empresa que irá explorar as minas que fornecem matéria-prima para a produção de cimento e betão.

O acordo estabelece que o empresário terá 51 por cento e a Cimpor Brasil os 49 por cento restantes.

Na condição de acionista minoritária, a Cimpor poderá explorar as minas de calcário e brita no Rio Grande do Sul e solicitar a regularização de sua situação junto ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), que concede licenças para exploração mineral. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH