Brasil: Fábrica de papel Klabin investe a pensar na China

20 February 2008

São Paulo, Brasil, 20 Fev – A brasileira Klabin, maior fabricante de papel da América Latina, anunciou que vai investir na produção de pasta de papel nos próximos anos tendo em conta o aumento da procura por parte da China que irá fazer subir os preços mundiais do produto, noticia hoje a China Knowledge.

Miguel Sampol Pou, administrador da Klabin, disse em São Paulo que a empresa pretende plantar mais eucaliptos e construir fábricas de modo a começar a vender mundialmente pasta de papel a partir de 2014.

A China importou durante os primeiros 10 meses de 2007 mais de sete milhões de toneladas de pasta de papel, avaliados em 4,57 mil milhões de dólares, o que representa um aumento de 5,3 por cento em relação a igual período de 2006.

No Brasil, a Klabin é a maior produtora e exportadora de papel e líder nos mercados de papel e cartões para embalagens, embalagens de papelão ondulado e sacos industriais.

A empresa é também a maior recicladora de papel da América Latina, além de produzir e comercializar madeira em bruto.

Fundada no ano de 1899 em São Paulo, possui actualmente 17 unidades industriais no Brasil – distribuídas por oito estados – e uma na Argentina.

A empresa, com mais de sete mil trabalhadores, é controlada pelos Irmãos Klabin & Cia com 51 por cento e pelo Grupo Monteiro Aranha com 20 por cento.

Organizada em quatro unidades de negócios – Florestal, Papéis, Embalagens de Papelão Ondulado e Sacos Industriais – atingiu em 2006 vendas de 2,7 mil milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH