Brasil: China contribuiu para a mudança estrutural da economia brasileira

29 February 2008

São Paulo, Brasil, 29 Fev – A China é uma das principais responsáveis pela mudança estrutural da economia brasileira nos últimos anos, disse quinta-feira em São Paulo um ex-ministro do governo do antigo presidente Fernando Henrique Cardoso.

O economista Luis Carlos Mendonça de Barros salientou que o crescimento chinês resultou num aumento “sem precedentes” dos preços de produtos agrícolas e minerais, como soja e minério de ferro, beneficiando as exportações brasileiras.

O aumento do preço destes produtos contribuiu para a acumulação sucessiva de saldos positivos na balança comercial brasileira, nos últimos anos, afirmou o ex-ministro, numa palestra realizada quarta-feira no consulado-geral de Portugal em São Paulo.

“Com o aumento dos saldos comerciais, o Banco Central do Brasil aumentou as suas compras de dólares e contribuiu para o aumento das reservas internacionais brasileiras, nestes últimos anos”, disse.

O resultado foi que, em Janeiro deste ano, as autoridades monetárias anunciaram que, pela primeira vez na história, as reservas brasileiras superaram o total da dívida externa do país.

Mendonça de Barros sublinhou que a economia vive “claramente uma mudança estrutural”, fruto de uma combinação de políticas realizadas pelo ex-presidente Fernando Henrique (1994-2002), como reformas e privatizações, e mantidas pelo actual presidente.

Mendonça de Barros, que foi ministro das Comunicações do governo de Fernando Henrique, disse que o crescimento sem precedentes da economia chinesa está a criar um “mundo novo e o Brasil vai atrás”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH