China: Alcançado acordo quanto ao financiamento da ponte Zhuhai-Macau-Hong Kong

29 February 2008

Cantão, China, 29 Fev – Os governos de Hong Kong, Guangdong e Macau acordaram quinta-feira em Cantão as percentagens de subsidiação para a construção da ponte que ligará as três regiões chinesas e que tem um custo avaliado em 60 mil milhões de dólares de Hong Kong (7,69 mil milhões de dólares).

A secretária do governo de Hong Kong para os Transportes e Habitação, Eva Cheng Yu Wah, anunciou no final da reunião que Hong Kong será responsável por 50,2 por cento, Guangdong por 35,1 por cento e Macau por 14,7 por cento.

As percentagens foram calculadas tendo por base os benefícios a obter, tais como as poupanças em tempo e custos em transportes, e os custos que cada um dos três territórios terá de assumir para construir os acessos ao corpo principal da ponte.

Investidores privados serão convidados a candidatarem-se à construção do corpo principal da ponte e os três governos assumirão a diferença de custo de acordo com as percentagens estabelecidas, sendo esse valor dependente dos resultados do concurso público a ser lançado.

Eva Cheng Yu Wah disse ainda que os três governos serão responsáveis pela construção e operação das instalações fronteiriças e pelos acessos a serem construídos dentro dos seus territórios.

As estradas de acesso são de 12,6 quilómetros do lado de Hong Kong e de 13,9 quilómetros do lado de Guangdong.

Nos termos do proposto pacote de construção, o corpo principal da ponte terá 29,6 quilómetros, com 6 faixas e uma velocidade máxima de 100 quilómetros por hora e, a fim de assegurar as rotas marítimas, será construido um túnel entre duas ilhas artificiais.

A secretária do governo de Hong Kong para os Transportes e Habitação disse ainda que, nos termos do acordo alcançado, o estudo de viabilidade económica vai ser revisto o mais depressa possível e em simultâneo o grupo vai começar a trabalhar na elaboração do caderno de encargos para o lançamento do concurso público.

Em Agosto de 2007, o governo de Macau encomendou a um grupo de consultores um estudo destinado a determinar o local onde a ponte Macau-Zhuhai-Hong Kong ficará ligada ao território.

O estudo, com um custo de 4,5 milhões de patacas e um prazo de execução de sete meses, foi entregue ao consórcio constituído pelas empresas Ove Arup & Partners Hong Kong Limited e Consulasia — Consultores de Engenharia e Gestão, Limitada de Macau.

O consórcio irá realizar estudos quanto aos prováveis pontos de ligação da ponte a Macau e ainda a avaliação do seu impacto no trânsito, ambiente e sistema de drenagem bem como sobre o seu traçado, ocupação de terreno, estratégias a serem definidas e plano do seu andamento, orçamento e distribuição das instalações fronteiriças. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH