Brasil: Siderúrgica chinesa Sinosteel que parcerias para explorar minérios brasileiros

14 March 2008

São Paulo, Brasil, 14 Mar – A siderúrgica chinesa Sinosteel, que fornece matérias-primas e serviços para centrais chinesas, quer firmar parcerias com empresas brasileiras para explorar minério de ferro no Brasil, escreve hoje o Valor Económico.

Weixian Zhang, director-presidente da Sinosteel Brasil Metalúrgica Trading, disse que o alvo da negociação são empresas menos conhecidas no mercado e que se localizam em estados do Nordeste, como a Bahia, e do Norte, caso do Amapá.

Weixian revelou que a Sinosteel poderá concluir até ao final de 2008 alguns estudos e pesquisas sobre projectos de mineração e revelou que o grupo está interessado em minério de ferro, minério de manganês e níquel.

O director-presidente da Sinosteel Brasil Metalúrgica Trading não referiu os monantes que o grupo pretende investir no Brasil mas garantiu que não são pequenos.

Na China, a empresa importa entre 25 milhões e 30 milhões de toneladas de minério de ferro para abastecer as siderúrgicas chinesas. Deste total, 10 milhões vêm de uma parceria que a Sinosteel tem na Austrália.

A empresa chinesa tenta repetir a fórmula de parcerias no Brasil.

Weixian previu que em 2008 a China vai produzir 500 milhões de toneladas de aço, acima das 489 milhões de toneladas de 2007, número que indica uma necessidade de pelo menos 750 milhões de toneladas de minério de ferro, considerando que para cada tonelada de aço é preciso uma tonelada e meia de minério.

A Sinosteel, empresa estatal, está em processo de abertura de capital na bolsa de Xangai. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH