China: Banco central aumenta percentagem das reservas obrigatórias

19 March 2008

Pequim, China, 19 Mar – O banco central da China anunciou terça-feira em Pequim ter aumentado para 15,5 por cento as reservas obrigatórias que a banca comercial é obrigada a constituir, a segunda decisão do género desde o início do ano.

De acordo com um comunicado divulgado na página electrónica do Banco Popular da China, a medida anunciada visa fortalecer a regulação da liquidez no sistema bancário e permitir que a banca conceda crédito de uma forma razoável.

A decisão do banco central faz eco das afirmações do primeiro-ministro Wen Jiabao que, em conferência de imprensa terça-feira, disse que o governo ia combater o aumento dos preços e a consequente pressão inflacionária.

A taxa de inflação na China tem estado em aceleração com o Índice de Preços no Consumidor a ter subido 8,7 por cento em Fevereiro, o valor mais alto dos últimos 12 anos, gerando problemas no país que sofre de excesso de liquidez.

O vice-governador do Banco Popular da China, Yi Gang, afirmou anteriormente que a principal tarefa do país em 2008 era o combate à inflação e que a rígida política monetária não seria alterada não obstante a crise das hipotecas de alto risco e dos nevões registados no príncipio do ano.

Na sua tentativa de combater a inflação, o banco central aumentou as reservas obrigatórias por 12 vezes e a taxa de juro básico por 6 vezes desde o ano passado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH