Brasil: Fábrica de biscoitos aposta na África para aumentar exportações

24 March 2008

São Paulo, Brasil, 24 Mar – A Marilan, empresa brasileira produtora de biscoitos, aposta no potencial do mercado africano para aumentar as suas exportações em 2008, afirmou sexta-feira em São Paulo à macauhub a gerente de exportação da empresa.

Marcia Kato, que se escusou a revelar números em relação aos negócios da firma, disse que a Marilan, a “terceira maior” empresa do sector no Brasil, actualmente vende produtos para cerca de 40 países.

Na África, as exportações têm como destino Angola, Moçambique, Líbia, Gana, Gâmbia, Camarões, Burkina Faso, Guiné, Madagáscar e Ilhas Maurícas.

“Nos países de língua portuguesa existe a facilidade do idioma, que facilita a penetração. Os materiais promocionais podem ser utilizados sem adaptações”, afirmou a responsável.

Segundo Márcia Kato, os dois países lusófonos recebem “exatamente os mesmos produtos” disponíveis no mercado brasileiro. “São os mesmos artigos e embalagens”, disse.

Além disso, a gerente de exportação adiantou que a empresa pretende ampliar a actuação na África. “O relacionamento com algumas redes de supermercado sul-africanas que atendemos pode abrir portas para suas filiais em outros países do continente“, disse.

A representante da Marilan disse que a quantidade de toneladas exportadas para esse segmento de mercado entre 2006 para 2007 foi mantida, “mas as margens de lucro foram mais positivas” para a fábrica brasileira.

Fundada em 1957, a empresa tem sede na cidade de Marília, interior do Estado de São Paulo, região Sudeste do Brasil e emprega actualmente 2.300 funcionários.

Em 2007, facturou 440 milhões de reais, 15 por cento acima do valor alcançado no ano anterior.

O objectivo da empresa para 2008 é ultrapassar a Nestlé e tornar-se o segundo maior fabricante de biscoitos do mercado brasileiro. (macauhub).

MACAUHUB FRENCH