São Tomé e Príncipe: Partidos sem representação parlamentar querem relações com China

1 April 2008

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 01 Abr – Um grupo de partidos políticos de São Tomé e Príncipe defendeu segunda-feira a normalização de relações diplomáticas com Pequim por considerar a China “um gigante comercial inegável” capaz de ajudar o arquipélago a atingir um “desenvolvimento nacional sustentado”.

Esta posição partidária argumentada na base da economia de ambos os países foi tornada pública na capital são-tomense, numa conferência de imprensa dada pela Confederação Democrática Nacional (CND) de São Tomé e Príncipe, um grupo formado por três partidos sem representação parlamentar.

Apesar de corte de relações diplomáticas há dez anos devido ao reconhecimento diplomático de Taiwan por parte das autoridades são-tomenses, o porta-voz da CND, Hamilton Vaz, disse que o reatamento de cooperação com China permitirá ao arquipélago relançar a sua economia, através de parcerias com operadores económicos chineses, face às alegadas desvantagens registadas nas operações comerciais com países europeus da zona do euro.

Tendo citado a “debilidade da produção interna” do país no sentido de se inverter a situação, a CND acredita que a normalização de relações com a China ajudará a resolver “de uma vez por todas” as crises energéticas e a falta de infra-estruturas públicas em São Tomé e Príncipe.

A República Popular da China decidiu em Maio de 1997 suspender relações de mais de 20 anos com São Tomé e Príncipe devido ao estabelecimento de relações com Taiwan, que considera como parte do seu território.

Esta posição da CND surge duas semanas depois de um órgão de imprensa estrangeiro, a “newsletter” Africa Monitor ter revelado que o maior partido da oposição parlamentar são-tomense, o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe – Partido Social Democrata, MLSTP-PSD, estaria também a apoiar uma iniciativa de se retomar as relações entre os dois Estados.

Apesar da ausência de qualquer membro do governo na delegação, São Tomé e Príncipe estará presente nos Jogos Olímpicos de Pequim, a serem realizados em Agosto próximo, com atletas, técnicos e dirigentes desportivos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH