Angola: Governo quer criar zonas de concentração de indústrias nas províncias

18 April 2008

Luanda, Angola, 18 Abr- O governo de Angola quer criar zonas de concentração de indústrias no Bengo, Malanje, Uíge, Zaire, Huambo, Kwanza Norte, Bié e Lucala, disse à Angop o Kiala Gabriel, director do Instituto de Desenvolvimento Industrial de Angola (IDIA).

“A estratégia do governo é criar condições objectivas para melhor aproveitamento dos recursos naturais que Angola possui”, referiu.

Kiala Gabriel considerou que a criação de novas zonas industriais nas províncias destina-se a facilitar o surgimento de “novos polos de crescimento económico capazes de proporcionar mais empregos directos e indirectos a milhares de pessoas e contribuir para a redução de assimetrias regionais e no combate à pobreza”.

“Nós sabemos que tipo de indústria a instalar em cada província (…) pelo que serão instaladas em função da natureza, das especificidades e do potencial em termos de recursos locais” assinalou ainda Kiala Gabriel.

O director do IDIA lembrou ainda que “cada província possui recursos próprios e torna-se necessário explorar essa vantagem comparativa aproveitando o potencial que existe, de modo a criar condições para o surgimento de unidades de produção competitivas”.

Kiala Gabriel disse igualmente que o IDIA gostaria que fosse criados “projectos estruturantes, com efeitos multiplicadores que nascessem dos grandes recursos existentes em Angola (…) como por exemplo as industrias ligadas à petroquimica, à metalomecânica, automóveis, madeira, siderurgia, materiais de construção, produtos farmacêuticos e pescas”.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH