Moçambique: Governo aprova aumentos salariais entre 6,7 e 30 por cento

6 May 2008

Maputo, Moçambique, 06 Mai – O governo de Moçambique aprovou segunda-feira os novos salários mínimos para o sector privado e para o Estado com aumentos entre um mínimo de 6,7 por cento e um máximo de 30 por cento.

De acordo com a tabela aprovada pelo Conselho de Ministros, reunido em sessão extraordinária, o sector da agricultura, pecuária, silvicultura e agro-indústria beneficiará do aumento mais baixo, de 6,7 por cento, passando o ordenado mínimo deste sector para 1315 meticais (54 dólares).

Os sectores de energia, água e gás conheceram o aumento salarial mais alto, 30 por cento, o que vai elevar para 2139,50 meticais (88 dólares) o ordenado mínimo neste sector.

Os funcionários do Estado, incluindo as Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) e a Polícia da República de Moçambique (PRM), vão beneficiar de um aumento salarial de 11 por cento, subindo o ordenado mais baixo neste sector para 1566 meticais (64,5 dólares).

“Os aumentos correspondem ao acordo previamente alcançado entre os sindicatos e os empregadores e reflectem também o que o país pode dar, tendo em conta as dificuldades económicas que tem atravessado”, sublinhou o porta-voz do Conselho de Ministros moçambicano, Luís Covane, que anunciou os novos aumentos.

Os novos salários entram em vigor este mês, mas com efeitos retroactivos a Abril, assinalou Covane. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH