Brasil: Africanos visitam país para conhecer experiência de desenvolvimento em bacia hidrográfica

9 May 2008

São Paulo, Brasil, 09 Mai – Uma missão africana conclui hoje uma visita ao Brasil que serviu para conhecer um projecto de desenvolvimento sustentável de uma bacia hidrográfica e estudar uma possível cooperação no sector, informou à macauhub a Agência Nacional de Águas.

De acordo com Humberto Cardoso, superintendente-adjunto de Programas e Projectos da entidade, que é tutelada pelo Ministério brasileiro do Meio Ambiente, a missão de cooperação técnica da Comissão Permanente para as Águas da Bacia do rio Okavango (Okacon), na região Sul da África, visitou o Brasil para analisar o projecto brasileiro GEF Pantanal/Alto Paraguai. Estiveram presentes representantes de Angola, Namíbia e Botswana.

“Os recursos utilizados no projecto são provenientes do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, da sigla em inglês) e inclui um plano de ação articulado com os governos do Paraguai e da Bolívia, que integram a bacia hidrográfica”, afirmou Humberto Cardoso.

O plano brasileiro foi iniciado em 2000, quando foi detectada uma série de problemas ambientais na bacia hidrográfica do Alto Paraguai, que engloba o Pantanal mato-grossense (região Centro-Oeste do Brasil).

“A iniciativa inclui três componentes, que são a conservação dos recursos hídricos, da biodiversidade e do solo. Coordenadas, elas vão permitir o desenvolvimento sustentável da região”, disse Cardoso.

Devido à experiência da Agência Nacional de Águas na execução de projetos do GEF, a missão africana busca conhecimento junto aos especialistas brasileiros para o projeto GEF Okavango.

O rio Okavango, que passa por Angola, Botswana e Namíbia, alaga uma área de aproximadamente 22 mil quilómetros quadrados no deserto de Kalahari durante o período de cheias. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH