Moçambique: Empresas indianas e sul-africana vão gerir fábrica de adubos

9 May 2008

Maputo, Moçambique, 09 Mai – O governo de Moçambique anunciou quinta-feira em Maputo ter atribuído um contrato à empresa indiana Rashtriya Chemicals and Fertilisers (RCF) para construir uma fábrica de adubos assim que for possível utilizar gás natural para abastecer de energia o projecto.

O ministro da Agricultura, Soares Nhaca, disse que a fábrica de amónia, ureia e fosfatos será financiada pela estatal RCF e pela Industrial Development Corporation (IDC) da África do Sul, que também ajudará na obtenção de financiamento bancário adicional.

A RFC e a IDC irão construir e gerir a fábrica, com um investimento previsto de 1,9 mil milhões de dólares, que terá como proprietários as duas empresas e o Estado moçambicano, de acordo com o ministro.

O ministro disse ainda ser absolutamente necessário descobrir antecipadamente gás natural na província de Inhambane, onde a fábrica ficará localizada, “uma vez que trata-se de um projecto com um elevado consumo de energia”.

Em Junho de 2005, o grupo petroquímico sul-africano Sasol obteve um contrato de oito anos para prospectar petróleo e gás natural no “offshore” da província de Inhambane. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH