Moçambique: Governo pretende expandir rede de bombas de abastecimento

9 May 2008

Maputo, Moçambique, 09 Mai – Quarenta e três por cento das 227 bombas de abastecimento existentes em Moçambique encontram-se concentradas na cidade de Maputo, afirmou quinta-feira em Maputo o vice-ministro da Energia, Jaime Himade.

Mas Himade garantiu que a situação vai alterar-se uma vez que o governo pretende expandir a rede de bombas de abastecimento pelo país havendo mesmo investidores interessados em abrir algumas nos distritos rurais.

Himade falava no decurso de um seminário realizado em Maputo sobre regulamentos de segurança para bombas de abastecimento, com o Ministério da Energia a pretender actualizar esses regulamentos, que datam de 1958 e 1962.

A presidente do Fundo Nacional de Energia (Funae), Miquelina Menezes, afirmou recentemente à agência noticiosa moçambicana AIM que o governo vai investir cerca de 3 milhões de dólares na instalação de bombas de abastecimento movidas a energia solar em alguns distritos rurais.

Acrescentou que numa primeira fase serão construídas 20 dessas bombas nas províncias de Sofala, Manica, Cabo Delgado e Niassa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH