Brasil: Exportação de calçado para a China até Abril representa 73 por cento das vendas em 2007

15 May 2008

São Paulo, Brasil, 14 Mai – O Brasil exportou para a China Continental, Hong Kong e Macau, 355.183 pares de sapatos entre Janeiro e Abril de 2008, equivalente a 73 por cento das vendas de 2007, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados).

As vendas brasileiras para a China atingiram 5,72 milhões de dólares nos primeiros quatro meses de 2008.

Em 2007, o Brasil exportou 486.979 pares de sapatos para China Continental, Macau e Hong Kong com um valor de 8,29 milhões de dólares.

Nos primeiros quatro meses de 2008, as exportações globais da indústria de calçado brasileira totalizaram 646 milhões de dólares, correspondendo a 67 milhões de pares de sapatos.

“Durante 25 anos, as exportações brasileiras foram orientadas para os Estados Unidos, mas as empresas brasileiras perderam espaço porque os chineses começaram a exportar com um preço menor”, refere a consultora brasileira Márcia Fraga.

A consultora regressou ao Brasil para apoiar empresas que querem actuar na China,depois de nove anos em Donguang, na província de Guangdong, onde existe uma grande comunidade de industriais de calçado provenientes do sul do Brasil.

Márcia Fraga disse à macauhub que, após a queda das exportações na década de 90, e constatando que não tinham como competir com os custos de produção dos chineses, alguns empresários brasileiros do sector decidiram estabelecer-se na China que é, hoje, responsável pela produção de 60 por cento dos sapatos fabricados no mundo.

“O Brasil sempre foi muito forte em calçado de moda e de couro. Nós não vamos competir com a China. Não vamos exportar para a China sapatos baratos. Vamos exportar sapatos caros”, afirmou a consultora, que vê na crescente classe média dos grandes centros chineses um grande potencial para a indústria do calçado do Brasil.

Um exemplo de marca brasileira que está a investir no consumidor chinês de luxo é a Arezzo, que inicia hoje um ambicioso projeto de expansão ao inaugurar em Xangai a primeira das 12 lojas que pretende abrir na China durante 2008.

Segundo comunicado da empresa, a Arezzo quer ter, em parceria com a Prime Success, de Hong Kong, 207 lojas na China até 2016, nas quais venderá sapatos, a preços entre os 150 e 240 dólares, bolsas e acessórios.

A “Prime Success”, que possui lojas em Hong Kong, China Continental e Taiwan, tem a distribuição exclusiva da Adidas na China e fabrica sapatos para dezenas de retalhistas internacionais, como as empresas norte-americanas Wal-Mart e JC Penney. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH