Cabo Verde: Crescimento económico vai manter-se, mas “desafios estruturais” persistem – OCDE

15 May 2008

Maputo, Moçambique, 15 Mai – O ritmo de crescimento económico em Cabo Verde vai manter-se até 2009, mas o arquipélago tem ainda “enormes desafios estruturais” a ultrapassar, nomeadamente o desemprego e pobreza, afirma a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

No relatório anual “Perspectivas Económicas para África 2008”, divulgado segunda-feira em Maputo pela OCDE e Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), é prevista uma aceleração do crescimento económico cabo-verdiano de 6,6 por cento para 7,6 por cento este ano, e no ano seguinte um abrandamento para sete por cento.

Sobretudo desde 2004, o crescimento económico e o desenvolvimento ao nível dos recursos humanos permitiu ao arquipélago ascender no Índice de Desenvolvimento Humano, culminando com a ascenção este ano à categoria de “país de desenvolvimento médio” e a adesão à Organização Mundial de Comércio.

Mas, adianta, “apesar deste impressionante progresso, o país ainda enfrenta enormes desafios estruturais”, em particular o desemprego (18,3 por cento em 2006), pobreza, necessidade de melhorar serviços públicos e privados, falta de qualificações e carências de infra-estruturas.

Também a corrupção e falta de transparência “são vistas como sérios desafios” pela sociedade cabo-verdiana, apesar de “progressos substanciais neste campo”, embora o país tenha actualmente “um dos mais estáveis sistemas democráticos” do continente africano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH