Cabo Verde: Cabo Verde pode vir a ser plataforma para trocas comerciais com a China

28 May 2008

Praia, Cabo Verde, 28 Mai – O presidente da Cabo Verde Investimentos, Alexandre Fontes, disse terça-feira, na Praia, que Cabo Verde pode vir a transformar-se numa plataforma para as trocas comercias entre a China e os países africanos.

A afirmação foi feita, em conferência de imprensa, para fazer o enquadramento do IV Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (PLP) que vai acontecer a partir de hoje e até dia 30 de Maio na Praia, sob o lema “ Cabo Verde como Plataforma para trading e serviços”

De acordo com Alexandre Fontes, Cabo Verde pode representar essa plataforma devido à sua posição geo-estratégica em direcção ao continente africano, tirando o proveito dos acordos que tem com a União Europeia e da sua estabilidade política e social.

Além do mais, avançou que o arquipélago já tem firmado com a China um projecto de transformação do Porto de Mindelo e dos Estaleiros Navais de Cabo Verde (Cabnave) num centro de pesca, estando na base deste projecto o aproveitamento da localização geo-estratégica de Cabo Verde.

Por outro lado, Alexandre Fontes considerou que o encontro, que vai reunir cerca de três centenas de empresários, tem como objectivo a intensificação das trocas comercias, identificação de negócios, bem como a atracão de investimentos originários de países participantes.

Estarão em Cabo Verde, entre outros, a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), a APEX (Agência Brasileira de Promoções e Exportações), a Câmara de Comércio e Indústria de Angola e o IPEX (Instituto de Promoção e Exportações) de Moçambique.

Presentes também o CCPIT (Conselho de Promoção do Comércio Internacional da China) e IPIM (Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau), além do secretário-geral do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os países de língua portuguesa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH