Moçambique: Concluído troço Dondo/Marromeu da linha de Sena em Moçambique

6 June 2008

Beira, Moçambique, 06 Jun – As obras de reparação do troço ferroviário Dondo/Inhamitanga e do ramal Inhamitanga/Marromeu, numa extensão de 265 quilómetros, estão praticamente concluídas faltando apenas a reparação de dois aquedutos, informou o jornal Notícias, de Maputo.

No contrato assinado entre a a “joint-venture” indiana Rites and Icon (Ricon) e a empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique está definido que as obras da linha de Sena irão sendo entregues à medida que forem sendo concluídas, permitindo, por conseguinte, a imediata circulação dos comboios.

O Banco Mundial desembolsou 110 milhões de dólares para o empreendimento, sendo que o remanescente, calculado em 30 milhões de dólares, deve ser coberto pelos parceiros da Companhia dos Caminhos de Ferro da Beira.

O jornal acrescenta que este troço e o ramal deverão recomeçar a funcionar ainda este mês pretendendo-se, numa primeira fase, escoar o açúcar produzido pela Companhia de Sena, em Marromeu, para exportação através do porto da Beira, o calcário de Muanza para a fábrica Cimentos de Moçambique, no Dondo e a madeira de Cheringoma e outros produtos agropecuários do vale do Zambeze.

Em declarações ao jornal, o director dos Transportes e Comunicações em Sofala, Manuel Guimarães, reafirmou que as obras na linha do Sena, de que fazem parte aquele troço e o ramal, deverão terminar na sua globalidade em Maio de 2009.

Guimarães recordou terem sido já lançados os concursos públicos para a reconstrução das estações ferroviárias ao longo da linha, com uma extensão de 652 quilómetros.

A Linha de Sena liga as estações ferroviárias de Dondo, em Sofala, e a vila carbonífera de Moatize, em Tete, e inclui os ramais Inhamitanga/Marromeu e Mutarara/Vila Nova de Fronteira, tendo o tráfego sido interrompido a 23 de Setembro de 1983 devido à guerra civil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH