Moçambique: Governo moderniza aeroportos de Vilanculos, Nacala, Beira, Tete, Quelimane e Maputo

16 June 2008

Vilanculos, Moçambique, 16 Jun – A empresa chinesa Anhui Foreign Economic Construction Corporation (AFECC) vai proceder a trabalhos de ampliação do aeroporto de Vilanculos, em Inhambane, disse à Macauhub o presidente da Empresa Aeroportos de Moçambique.

Diodino Cambaza disse que quando terminarem os trabalhos de ampliação, uma obra com um orçamento de 15 milhões de dólares, a capacidade do aeroporto aumenta de 60 mil passageiros para 200 mil passageiros por ano.

Cambaza revelou igualmente que a base aérea militar de Nacala, na província de Nampula, irá ser transformada em aeroporto civil num investimento estimado em 60 milhões de dólares.

O estudo está a ser feito por uma empresa norte-americana e a direcção do aeroporto de Nacala está a diligenciar no sentido de obter financiamentos para a obra que permitirá aumentar de 500 mil para 600 mil o número de passageiros que utilizam anualmente o aeroporto.

Diodino Cambaza disse à Macauhub que as obras prolongar-se-ão por 20 meses.

O presidente da Empresa Aeroportos de Moçambique revelou igualmente que decorrem obras de melhoramento dos aeroportos da região centro do país, nomeadamente Beira (província de Sofala), Tete (Tete) e Quelimane, na província da Zambézia.

As obras, com um custo estimado em 28 milhões de dólares, são financiadas pela Agência Dinamarquesa para o Desenvolvimento Internacional.

Também o aeroporto internacional de Maputo está igualmente a sofrer obras de ampliação que vão ficar concluídas até ao final de 2009 num investimento de 75 milhões de dólares de acordo com o presidente da Empresa Aeroportos de Moçambique.

Diodino Cambaza disse que as obras estão a ser realizadas pela empresa chinesa Anhui Foreign Economic Construction Corporation (AFECC), que ganhou o concurso internacional para a modernização do aeroporto.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH