Angola: Empresa luso-brasileira vai construir cimenteira em Benguela

24 June 2008

Lisboa, Portugal, 24 Jun – A empresa luso-brasileira Camargo Corrêa Escom Cement celebrou segunda-feira em Luanda com o grupo angolano Gema um acordo de parceria para a construção de uma fábrica de cimento naquele país africano, informou a Escom em comunicado divulgado em Lisboa.

De acordo com a Escom, a Camargo Corrêa Escom Cement, uma “joint venture” entre a portuguesa Escom e a brasileira Camargo Corrêa, deterá 60 por cento do capital da nova fábrica, “cabendo ao grupo Gema os restantes 40 por cento”.

A Palanca Cimentos representa um investimento de 130 milhões de euros e criará 600 postos de trabalho.

A fábrica vai localizar-se na região de Benguela e deverá estar concluída “no prazo máximo de 36 meses, prevendo-se que forneça 25 por cento do mercado angolano”, revela a nota de imprensa.

A produção de cimento “deverá crescer de 600 mil toneladas, no primeiro ano, para 800 mil, no segundo, e para 1,2 milhões de toneladas no terceiro, altura em que atingirá a velocidade cruzeiro”, disse a Escom.

Segundo a Escom, este projecto “vem aprofundar” as relações já existentes entre o grupo e a Camargo Corrêa Cimentos, que neste momento estão a construir em conjunto o condomínio residencial Acquaville, em Luanda. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH