Brasil: Governo brasileiro anuncia plano para triplicar exportações para a China até 2010

4 July 2008

Brasília, Brasil, 04 Jul – O governo do Brasil anunciou quinta-feira em Brasília um plano para triplicar as exportações para a China para 30 mil milhões de dólares anuais até 2010, através da venda de produtos de valor acrescentado.

O lançamento da “Agenda China – Acções Positivas para as Relações Económicas e Comerciais Sino-Brasileiras” decorreu em Brasília, com a participação de autoridades dos dois países.

No ano passado, do total de importações brasileiras da China, 95,1 por cento foram produtos industrializados, que têm maior valor acrescentado do que os produtos básicos, e apenas 26,8 por cento de suas exportações foram de alto valor acrescentado.

Actualmente, 74 por cento das exportações brasileiras para a China são de produtos básicos, nomeadamente minério de ferro (34,5 por cento) e soja (26,3 por cento).

O plano do Governo brasileiro elegeu como prioritários 619 produtos industriais de 48 diferentes sectores, que representam quase 70 por cento das importações chinesas, ou seja, cerca de 637 mil milhões de dólares.

Dentre dessa lista prioritária de exportação para a China estão petróleo e derivados, metais não-ferrosos, papel e celulose, carnes de aves e suínos, instrumentos de precisão, ferramentas, tintas e farmacêuticos.

Na próxima semana, uma delegação formada por representantes do Governo brasileiro e de empresas privadas visitará várias cidades chinesas para estabelecer negociações directas com autoridades locais.

Nos primeiros seis meses deste ano, as exportações brasileiras para a China ascenderam a 7,4 mil milhões de dólares, um aumento de 50,7 por cento em relação ao mesmo período de 2007.

Já as importações brasileiras de produtos chineses somaram 8,95 mil milhões de dólares, um aumento de 71,7 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH