Brasil: China quer parceria com a Petrobras para exploração da costa chinesa

8 July 2008

São Paulo, Brasil, 08 Jul – A China planeia convidar a estatal brasileira Petrobras a explorar a sua costa, região com um potencial de produçao estimado em cerca de sete mil milhões de barris de petróleo.

Em contrapartida, a China quer a oportunidade de explorar o litoral brasileiro, na camada abaixo de sal, numa faixa de cerca de 800 quilómetros, local de recentes descobertas de grandes reservas.

“Sabemos que temos muito petróleo”, afirmou o presidente da estatal chinesa CNOOC, Fu Chengyu, em declarações ao jornal O Estado de São Paulo.

“Mas esse petróleo está em águas profundas e sabemos que a Petrobras hoje é quem melhor pode identificar isso. Por isso vamos convidar a empresa a trabalhar connosco nesse projecto”, salientou.

O executivo chinês sublinhou, entretanto, que a CNOOC quer “também explorar a possibilidade de actuar na costa brasileira, onde existe indicação de grandes reservas”.

Fu Chengyu avançou que cada habitante de um país desenvolvido consome 17 barris de petróleo por ano, sete vezes mais do que num país emergente e 17 vezes mais do que o consumo de um chinês.

O executivo disse que o consumo de cada habitante dos países emergentes passará a ser de cinco barris, a partir de 2015, o que exigirá um aumento de pelo menos 25 por cento da produção.

“De algum lugar teremos que tirar isso”, afirmou o presidente da CNOOC (China National Offshore Oil Corporation).

Na semana passada, a Petrobras e a Sinopec, um dos maiores produtores em terra da China, assinaram um memorando de entendimento para alargar as trocas comerciais de petróleo.

A Petrobras já exportou este ano cerca de 12 milhões de barris de petróleo para a China, resultado de um contrato de exportação com a empresa chinesa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH