Moçambique: Transporte de cargas por comboio em alta de Janeiro a Maio

9 July 2008

Maputo, Moçambique, 09 Jul – As três linhas, Sul, Centro e Norte, que integram o sistema ferroviário de Moçambique transportaram mais de 1,65 milhões de toneladas de carga diversa de Janeiro a Maio, um aumento homólogo de 9,2 por cento, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Da totalidade da carga, 1,477 milhões de toneladas foram transportadas nas linhas de Ressano Garcia, Goba e Limpopo, as três que continuam sob gestão directa da empresa pública de Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (Cfm).

De acordo com um relatório da Cfm, enquanto a carga transportada internamente registou um aumento de 97,8 mil toneladas, o tráfego internacional baixou 42,4 mil toneladas devido à crise económica no Zimbabué.

Contribuiram para este decréscimo as quedas registadas no ferro-crómio, amianto, açúcar e adubos transportados. Ainda assim, houve um crescimento nos volumes de tráfego nacional, com mais 22,4 mil toneladas de açúcar, melaço, recovagens, algodão e pedra transportados este ano comparativamente ao ano transacto.

Pela linha de Resano Garcia foram transportadas 1,063 milhões de toneladas de carga, das quais 34 mil relativas ao tráfego nacional e 1,029 milhões ao internacional, números que apontam para um aumento global do desempenho desta linha em mais 217,9 mil toneladas.

No tráfego nacional aumentaram os volumes de pedra transportada, enquanto que no internacional houve um incremento nos volumes de carvão, aço, magnetite, ferro-crómio, soja, bentonite, adubos, enxofre, combustível, pedra e melaço transportados através da linha de Ressano Garcia.

Relativamente à linha de Goba, o relatório do CFM refere-se ao crescimento no desempenho global na ordem dos 53,5 por cento, com registo de aumentos nos volumes de carvão, ferro-crómio e carga contentorizada transportados de e para a Suazilândia, país com o qual Moçambique se liga através daquele eixo.

Relativamente às linhas de Machipanda e do Norte, ambas sob gestão de firmas concessionárias, o relatório faz referência a um decréscimo global no desempenho na ordem dos 43,7 por cento, resultado da redução dos volumes de carga transportada naquelas ferrovias nos primeiros cinco meses deste ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH