Moçambique: Governo moçambicano identificou cem locais com potencial hidroeléctrico

16 July 2008

Maputo, Moçambique, 16 Jul – O governo de Moçambique identificou 100 locais com um potencial hidroeléctrico estimado em 14 mil megawatts, informou terça-feira o jornal Notícias, de Maputo.

O jornal cita António Saíde, director do departamento de Novas Energias do Ministério da Energia, para afirmar que os locais identificados situam-se nas províncias de Manica, Tete e Niassa.

Saíde disse ainda que no âmbito da diversificação da matriz energética com base em energia limpa, tem-se apostado na instalação de projectos hidroeléctricos de pequena escala.

Os projectos de mini-centrais hídricas, de acordo com Saíde, permitem que sejam encontradas soluções locais para um problema que ainda é uma preocupação, uma vez que a energia eléctrica ainda não chega a todo o território nacional.

Para além deste potencial, segundo indicou, estão identificadas 38 nascentes de águas térmicas com temperaturas médias entre 50 e 100 graus centígrados, que também podem servir para o mesmo propósito.

No entanto, as pesquisas para o aproveitamento deste potencial ainda não avançaram, uma vez que a utilização deste tipo de energia carece de grandes investimentos.

António Saíde revelou, por outro lado, que já se está a trabalhar na avaliação das potencialidades do país no que se refere a energias renováveis, havendo estudos com vista ao estabelecimento de centrais de produção de energia eólica na Ponta do Ouro e no Tofinho.

É neste quadro que se iniciou há um ano e três meses a medição do potencial eólico (dos ventos) para fins de energia, com a montagem, na Ponta do Ouro (província do Maputo) e Tofinho (Inhambane), de duas pequenas estações.

Actualmente, Moçambique produz 2500 megawatts de energia eléctrica, fundamentalmente na central hidroeléctrica de Cahora Bassa, na província de Tete. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH