Moçambique: Fábrica de etanol em Moçambique aprovada para a província de Manica

17 July 2008

Maputo, Moçambique, 17 Jul – O governo de Moçambique aprovou um projecto de plantação de cana-de-açúcar para a produção de etanol em Dombe, província de Manica, afirmou quarta-feira em Maputo o porta-voz do Conselho de Mnistros, Luís Covane.

O projecto, orçamentado em 280 milhões de dólares, foi apresentado pela empresa Mozambique Principle Energy que, de acordo com Covane, tem como accionistas investidores de Moçambique e das Ilhas Maurícias sendo, no entanto, detida pela Principle Capital, com sede em Londres.

O objectivo da Principle Energy é a produção de 213 milhões de litros de etanol anualmente, a partir de 2013, o que exige uma produção de 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano ou 12 mil toneladas por hectare.

O projecto prevê igualmente a produção de 82,2 megawatts de energia, a partir de 2012, com a empresa a consumir 20 por cento na produção de etanol e a vender o restante à rede eléctrica nacional.

O governo moçambicano espera que este projecto seja um grande contribuinte para o erário público prevendo arrecadar em impostos e taxas 57 milhões de dólares em 2011, valor que deverá crescer para 119 milhões de dólares em 2012 e 144 milhões no ano seguinte.

A Principle Capital anunciou o lançamento da Principle Energy em Dezembro de 2007 quando divulgou ter obtido financiamento para a primeira fase do projecto de Dombe, concretamente 70 milhões de dólares. Na ocasião informou ainda pretender obter mais 90 milhões de dólares, possivelmente através de uma oferta pública de acções, sendo o resto obtido através do recurso à banca.

Em 2007, o governo de Moçambique aprovou o Procana, um grande projecto de produção de etanol no distrito de Massingir, da empresa com sede em Londres Central African Mining and Exploration Company (CAMEC). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH