Moçambique: Portuguesa EGF iniciou recolha de resíduos em Maputo

23 July 2008

Maputo, Moçambique, 23 Jul – A empresa portuguesa EGF, uma sub-holding do grupo Águas de Portugal (AdP) para a área de negócio dos resíduos, iniciou terça-feira a recolha de lixo na cidade de Maputo, anunciou a empresa.

A EGF ganhou, em consórcio com a empresa moçambicana Neoquímica, o concurso para a limpeza da “zona de cimento” (que corresponde no essencial ao legado português, por oposição à vasta área circundante de urbanizações precárias e arruamentos de terra conhecida como “cidade de caniço”) da capital moçambicana nos próximos três anos, estando prevista a colocação de 750 novos contentores e uma nova frota de carros.

Na zona concessionada à empresa do grupo AdP são produzidas diariamente 100 toneladas de resíduos.

O investimento no novo sistema de saneamento da capital moçambicana é de mais de um milhão de euros, financiados na sua totalidade pelo Banco Mundial, e vai permitir a criação de 40 postos de trabalho, a recrutar localmente.

Também na perspectiva de melhorar a gestão de resíduos sólidos em Maputo, as autoridades municipais concessionaram em Abril passado a 14 empresas moçambicanas e à firma sul-africana Enviroservice as operações de limpeza da área suburbana da capital moçambicana. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH